Qual o tempo necessário para o tratamento de dependência química?


Qual o tempo necessário para o tratamento de dependência química?

Já é de amplo conhecimento que as drogas são maléficas para a saúde física e para a mente do dependente químico. Por ser uma enfermidade complexa, o seu tratamento também é. Mas afinal, qual o tempo necessário para o tratamento de dependência química?

Muitos acreditam que a desintoxicação já é o suficiente para uma vida livre das drogas. Todavia, esse é um ledo engano.

Embora precisemos de poucos dias ou semanas para desintoxicar um paciente, o tratamento costuma durar muito mais tempo. Para que seja completo, efetivo e assegure que o usuário realmente mantenha o vício sob controle, é preciso um trabalho muito mais profundo.

Mesmo que não fique internado ao longo de todo o processo, ele deve comparecer em consultas regulares para manter o foco na sobriedade e não ter recaídas. Nesse sentido, quanto maior e mais completo for o acompanhamento, melhores as chances de todos os esforços e investimentos não terem sido em vão.

Para que você tenha uma ideia de qual o tempo necessário para o tratamento de dependência química e quais são as fases dessa reabilitação, preparamos um artigo com orientações básicas. Continue com a leitura e saiba mais detalhes a respeito do assunto!

 

Fatores determinantes para estabelecer o prazo da reabilitação

 

O tempo que leva para desintoxicar e reabilitar um dependente químico varia conforme o grau de dependência e o tipo de substância consumida. Por isso, é sempre mais inteligente optar por clínicas de recuperação que façam planos individuais customizados de acordo com as necessidades de cada paciente.

O processo pode levar dias, semanas ou meses. Na maioria dos casos, são anos de acompanhamento, mesmo que remoto.

Dentre os fatores determinantes para estabelecer o prazo do tratamento de drogas, estão:

  • O tipo de substância usada
  • A incidência do consumo de mais substâncias concomitantemente
  • A frequência do uso da droga
  • A quantidade de droga que costuma ser utilizada
  • A idade e o sexo do usuário
  • O histórico médico do paciente
  • As condições físicas e psicológicas em que ele se encontra
  • Entre outros fatores.

Com esses e outros itens que são aferidos no diagnóstico do paciente, é possível determinar qual o tempo necessário para o tratamento de dependência química. Mas, mesmo assim, esse prazo ainda é aproximado e pode ser alterado conforme os procedimentos sejam feitos, seja para mais ou para menos tempo.

 

Qual o tempo necessário para o tratamento de dependência química?

 

Tendo em vista que o tempo do tratamento e reabilitação de drogados é variável, há quem se recupere em alguns dias. Entretanto, há pacientes mais resistentes e com mais tolerância ao tratamento, principalmente aqueles que são internados involuntariamente e que já passaram por inúmeras instituições.

De qualquer maneira, no geral, os prazos e as fases da reabilitação são as seguintes:

1. Acolhimento e diagnóstico

Nos primeiros 1 a 3 dias em que o paciente chega à comunidade terapêutica ou clínica de recuperação, ele é acolhido e é realizado um diagnóstico. Essa avaliação é primordial para que as medidas adotadas estejam em conformidade com as características próprias de cada caso.

Quando o usuário é internado voluntariamente, esse processo costuma acontecer já no primeiro dia e o tratamento pode começar. No entanto, quando ele apresenta resistência, é possível que o prazo dessa primeira fase se estenda um pouco mais.

2. Desintoxicação

A desintoxicação do organismo é uma das fases mais complexas, pois envolve sintomas físicos complicados como febre, tremores, vômito e até mesmo alucinações. É fundamental que haja um corpo clínico no estabelecimento para monitorar o paciente constantemente.

Dependendo do tipo de substância usada, essa fase pode durar de 1 semana a até 15 dias ou mais.

3. Abstinência assistida

Depois de desintoxicado, é preciso que o usuário continue lutando contra os seus próprios gatilhos e sintomas de abstinência. Por essa razão, ele é assistido e desenvolve atividades individuais e em grupo que podem variar de 30 a 60 dias.

4. Terapias de reabilitação

As terapias de reabilitação, sejam ocupacionais, laborais ou cognitivo-comportamentais são importantíssimas para que o indivíduo se recupere plenamente e ressignifique a própria vida. Esse processo pode durar até 180 dias e não precisa ser necessariamente feito com internação integral.

5. Encontros periódicos de manutenção da sobriedade

Mesmo depois da alta, o paciente e os familiares são convidados para encontros periódicos. Eles asseguram que não haja recaídas frequentes. Algumas famílias optam por esse acompanhamento para o resto da vida.

 

Pronto! Agora você já sabe qual o tempo necessário para o tratamento de dependência química. Na dúvida, entre em contato conosco!

Entramos em contato

Aceitamos diversos planos de saúde consulte
Planos de saúde
Podemos Ajudar?